Gerenciador de banco de dados: o que é e por que sua empresa precisa dele

Compartilhe esse conteúdo

Você deve saber que é essencial para uma empresa contar com um banco de dados para uma melhor tomada de decisão. Contudo, mais do que ter um banco de dados, é preciso contar com um gerenciador de banco de dados.

Sobretudo, essa ferramenta para a gestão de informações é necessária quando falamos sobre aspectos ligados à organização e armazenamento de dados a partir de um domínio específico.

De forma mais clara, esse gerenciamento diz respeito ao agrupamento de informações e de dados que são direcionados ao mesmo ambiente/tema e que necessitam de um reforço na segurança para preservar aspectos sigilosos ou os envolvidos.

Em uma organização, é comum termos os níveis de hierarquia, assim como informações necessárias às chefias, gerentes e gestores do local. Depois, essa informação é compartilhada com o restante da equipe, conforme os graus de acesso. 

Dessa forma, torna-se essencial ter um gerenciamento de banco de dados, para que a empresa monitore adequadamente suas informações.

Existem vários sistemas que contribuem para um gerenciamento adequado das informações da empresa, o que pode variar conforme a necessidade do cliente. 

Dentre os modelos mais comuns de gerenciamento, podemos destacar:

  • Oracle;
  • DB2;
  • MySQL;
  • SQL Server;
  • PostgreSQL.

Para garantir a segurança de informações dentro da empresa de controle tecnológico de concreto, por exemplo, assim como mais facilidade para a equipe gestora, é fundamental identificar aquela que se adeque às demandas diárias e o volume de dados a ser analisado.

Neste artigo, você entenderá mais sobre a importância do gerenciador de banco de dados e como sua empresa pode ter um que seja realmente valioso para seu negócio.

A importância de um gerenciador de dados 

O primeiro ponto que vale a pena destacar neste artigo diz respeito à importância de um gerenciador de dados. 

Toda empresa precisa lidar com dados no seu dia a dia, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

Nos últimos anos, com o avanço da internet, uma das discussões é direcionada para como uma empresa capta, armazena e gerencia os seus dados no ambiente digital. 

Por exemplo, assuntos como segurança da informação, facilidade no acesso remoto por celulares e até mesmo a geração de relatórios que facilitam o processo da tomada de decisão para, por exemplo, a contratação de ambulância para eventos, estão entre os temas e auxílio que a ação pode compor.

Como toda empresa precisa lidar com dados em seu dia a dia, seja em um site, redes sociais, ferramenta de organização da equipe ou um software para envio de mensagens, o uso de um gerenciador dessas informações torna-se essencial para que os processos sejam agilizados e interpretados corretamente para uso.

Com isso, de forma mais concisa, é possível destacar cinco motivos principais pelos quais uma empresa deve contar com um gerenciador de dados, seja ela uma fabricante de 

revestimento 3D para sala ou um e-commerce de produtos de beleza:

  • Aumentar a produtividade;
  • Reduzir os riscos e falhas operacionais;
  • Aumentar a segurança das informações administradas;
  • Favorecer a tomada de decisão assertiva;
  • Melhorar o desempenho no dia a dia. 

De certa forma, esses fatores também contribuem para outros benefícios, como o aumento da autoridade da marca e da credibilidade diante do público-alvo, fornecedores e acionistas. 

Contudo, para o devido uso, proteção dos stakeholders e melhor aproveitamento dessas informações, é crucial que ao lidar com dados se pense na segurança da informação, em tomar decisões rápidas e na redução das chances de erro. 

Por esses e outros motivos, um gerenciador de banco de dados se mostra essencial.

Tipos de gerenciador de banco de dados 

Agora que você já sabe a importância do gerenciamento de banco de dados para sua empresa, é importante conhecer quais são os tipos disponíveis no mercado para identificar qual melhor atende às necessidades do seu negócio, seja ele de selante para radiador ou uma loja de artigos pets. Acompanhe a seguir!

  1. Oracle

O primeiro gerenciador de banco de dados que destacamos é o Oracle Database.

Esse sistema realiza a gestão de dados por meio de uma linguagem de programação conhecida como SQL e é bastante segura, contando com recursos importantes para o devido gerenciamento. 

Além disso, esse é um modelo fácil de instalar e que é compatível com diversas versões de computadores e sistemas operacionais, como é o caso do Windows e do Linux, por exemplo. 

A ferramenta ainda contribui para o detalhamento das informações trabalhadas dentro da plataforma, o que faz com que a empresa tenha ainda mais qualidade na realização dos trabalhos. 

A recomendação para aplicação da ferramenta é mais voltada para grandes empresas, como de transporte de medicamentos. Apesar disso, diferentes nichos e portes podem utilizá-la.

  1. SQL Server

A segunda ferramenta é o SQL Server, desenvolvido pela Microsoft. 

Essa plataforma utiliza mecanismos de criptografia, o que faz com que a segurança da informação seja ainda mais ampliada. 

Nesse caso, somente pessoas autorizadas podem realizar alterações no sistema. 

Além disso, a ferramenta também permite o armazenamento, assim como a atualização dos dados de forma confiável. 

Por contar com recursos altamente avançados, também é recomendada para grandes empresas ou negócios que precisam lidar com temas complexos e alto volume de informações.

  1. MySQL

O MySQL é conhecido por ser um banco de dados vinculado à Oracle. Esse sistema também utiliza a linguagem de SQL e pode funcionar com licenças comerciais, assim como com algumas ferramentas de uso livre. 

É de fácil utilização e conta com uma ampla estrutura de segurança. 

Inclusive, vale a pena ressaltar que essa ferramenta pode ser utilizada em conjunto com as redes sociais, como por meio de vinculações do Facebook e Instagram. 

O seu sistema de utilização também é considerado fácil, sendo mais acessível para empresas de pequeno e médio porte. 

  1. PostgreSQL

Esse tipo de ferramenta gerencia informações nos bancos de dados, sendo considerada uma das mais avançadas do mercado. 

É uma importante plataforma para o gerenciamento de dados por permitir que os usuários verifiquem a integridade da transação. 

Por ser uma ferramenta mais potente, ela exige um hardware mais avançado, ou seja, um sistema operacional que também seja potente (para evitar travamentos e problemas na operação). 

Ainda, essa ferramenta permite um grande fluxo de informações, sendo essencial para garantir um sistema seguro e estável. 

A partir das características que listamos acima, essa ferramenta também é indicada para empresas de grande porte, ou que lidam com um grande fluxo de dados e informações. 

  1. NoSQL

A próxima ferramenta que destacamos é o NoSQL.

Esse tipo de sistema é utilizado de forma não relacional, ou seja, é um sistema que pode misturar tabelas, planilhas, imagens, relatórios de dedetização valor, dentre outras informações. 

O processo de gestão de dados ocorre a partir de formatos diferentes. 

A vantagem do uso desta ferramenta consiste no fato dela ser mais econômica, podendo ser utilizada por empresas de pequeno porte.

Além disso, não exige que a empresa tenha um computador (ou rede de computadores) com potência elevada para processamento (como ocorre no caso dos outros softwares). 

Vale destacar que essa ferramenta possui uma manutenção mais simples, quando comparada com outras, além de ser considerada como bastante econômica. 

Por isso, ela é uma ferramenta que deve ser avaliada dentre as opções para o devido gerenciamento do banco de dados. 

  1. MongoDB

O gerenciador de dados MongoDB é um dos mais relevantes e conhecidos no mercado, merecendo destaque neste artigo. 

Esse tipo de sistema é importante porque é utilizado em vários sistemas operacionais, desde o Windows até o Linux, lidando também com diferentes linguagens de programação. 

Além disso, essa ferramenta permite a criação de documentos de forma organizada em tabelas e colunas.

Isso faz com que a performance do sistema seja muito melhor, facilitando a visualização de dados. 

É considerada de elevada eficiência, exatamente pelo fato de suportar um alto volume de informações, contando com técnicas do Big Data para o gerenciamento de dados complexos.

Por isso, se sua empresa precisa lidar com grande volume de informações, em diferentes segmentos, essa ferramenta é uma excelente opção. 

  1. Redis

A última ferramenta que destacamos é o Redis, um banco de dados bastante popular no mercado, contribuindo para o armazenamento de informações de forma efetiva. 

Esse tipo de opção é uma alternativa bastante interessante para empresas de transporte de máquinas pesadas, assim como para outros negócios, pelo fato de ser um sistema ágil, veloz e de fácil utilização. 

Considerações finais

A partir do que falamos aqui, pode parecer bastante complexo realizar a escolha de um banco de dados que seja adequado para a empresa. 

Mas, existem empresas que podem ajudar nesse processo, bem como as próprias plataformas mencionadas podem ser visualizadas com atenção e, em alguns casos, até testadas.

Além disso, analistas e profissionais da área de tecnologia da informação podem colaborar para o desenvolvimento do gerenciador de um banco de dados personalizado para sua empresa, seja ela um hospital ou uma empresa que realiza o transporte de congelados

Por isso, faça a análise de forma prévia e conte com a orientação de profissionais qualificados para identificar aquela que melhor atenderá suas necessidades frente a um mercado cada vez mais ágil e embasado em dados.


Compartilhe esse conteúdo