LGPD e IA: Como usar ambas para um desempenho melhor?

Compartilhe esse conteúdo

Com as novas tecnologias como a Inteligência Artificial ou IA que estão cada vez mais desenvolvidas e trazem mudanças muito significativas para a sociedade, surgem novos questionamentos de como a LGPD e IA poderão ser aplicadas no dia a dia.

Isso porque a LGPD ou Lei Geral de Proteção de Dados que entrou em vigor em 2020, em meio à pandemia do COVID-19, se fez necessária devido ao grande aumento de compartilhamento de dados e informações pessoais justamente pelo uso da tecnologia.

Esse aumento de compartilhamento de dados foi principalmente visto nas redes sociais, sites como os que vendem placas de energia solar e em lojas virtuais.

Por conta disso, a relação entre a tecnologia de inteligência artificial e LGPD vem sendo discutida em como manter os usuários seguros e como isso pode afetar positivamente o mercado digital em suas operações.

Para facilitar a compreensão do assunto, o artigo a seguir irá definir o que é IA e LGPD, como ambas têm relação e como utilizá-las para obter mais resultados nos meios digitais enquanto mantém a segurança dos dados e informações sensíveis.

Entenda o que é Inteligência Artificial (IA)

De forma mais simples e resumida, a Inteligência Artificial se refere a sistemas ou máquinas que conseguem “imitar” a inteligência humana para realizar tarefas e, com base nas informações e dados coletados, podem melhorar seu “raciocínio” .

Apesar de parecer um conceito muito distante, as Inteligências Artificiais já estão presentes em diversos meios digitais como:

  • Chatbots;
  • Assistentes inteligentes (Siri, Alexa e Cortana);
  • Mecanismos de recomendação;
  • Casas inteligentes;
  • Aplicativos de rotas.

Estes são só alguns exemplos da aplicação da IA presentes no dia a dia das pessoas, mas de modo geral, a Inteligência Artificial tem relação com a análise de dados em qualquer formato ou função.

Seu principal objetivo é melhorar de forma significativa as habilidades e contribuir para uma maior performance nas tarefas humanas, dessa forma, ela se torna um valioso ativo para diversos negócios e empresas.

Como a IA ajuda as empresas?

A IA se tornou muito útil para executar tarefas complexas ou muito repetitivas e que exigiam informações e dados dos usuários.

Por exemplo, em uma empresa que realiza cadastro antt pessoa jurídica, as informações necessárias para realizar esse cadastro devem ser inseridas uma a uma.

Porém, com a ajuda de uma IA, é possível que apenas alguns dados sejam preenchidos e ela se encarrega de puxar do banco de dados, as demais informações necessárias para realizar a finalização desse cadastro.

Além disso, a IA tem um valor para quase todos os tipos de negócios e segmentos, pois ela inclui aplicativos gerais e específicos, quando necessário, como dados demográficos, transacionais e demais informações para prever o valor da vida útil do cliente.

Inclusive, ajuda também na otimização de preços de produtos e serviços como plotagem A1, usando de base os hábitos e preferências de compra dos clientes que já interagiram com a empresa.

Outro exemplo de um uso mais avançado da Inteligência Artificial é no reconhecimento de imagens para analisar raios-X para identificar sinais de câncer.

Porém, com essa adoção da IA, a LGPD se faz mais necessária para garantir a integridade e bom uso dos dados dos usuários que são coletados pelas empresas.

O que é a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)?

A Lei Geral de Proteção de Dados tem como objetivo principal garantir a proteção dos direitos de privacidade, liberdade e desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

Seu foco também é na criação de um meio digital mais seguro através da padronização e regulamentação junto a práticas que promovem a proteção dos dados pessoais de todo cidadão que esteja em território brasileiro.

Essa lei define o que são dados e informações pessoais, estabelecendo cuidados mais rigorosos com informações de crianças e adolescentes. Inclusive, a LGPD também estabelece que as regras valem tanto para organizações presentes no Brasil ou no exterior.

Também é estabelecido que o compartilhamento e processamento de dados pessoas com órgãos internacionais podem ser feitos desde que cumpram com os requisitos estabelecidos pela lei.

A Importância da LGPD

Com base no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Européia, foi criada a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) para garantir a privacidade e proteção dos dados pessoais.

Como foi mostrado anteriormente, com o avanço da tecnologia e inovações como computação em nuvem, realidade aumentada e inteligência artificial, cada vez mais dados pessoais são compartilhados no ambiente digital.

Portanto, a adequação com a lei permite que as empresas de Pmoc Ar Condicionado Hospitalar e diversos outros segmentos atuem de forma legal, evitando sanções e processos.

A relação da Inteligência Artificial com a LGPD

A IA agora é usada com muita frequência por instituições, especialmente as grandes, que a veem como um facilitador regular.

Ela garante decisões mais rápidas e confiantes e foi projetada para imitar o comportamento humano e agilizar diversos processos internos de uma empresa.

Elas podem ser integradas pelas empresas de diferentes formas: por meio de chatbots usados ​​para se comunicar com os consumidores de uma fabricante de saco laminado com zip ou para prever o comportamento humano por meio de dados capturados.

Também são utilizadas como mecanismo de segurança diante de ataques digitais ou suspeitos que ocorrem com mais frequência devido aos avanços tecnológicos.

Por utilizar e aplicar no tratamento direto de dados pessoais, é necessário aplicar a LGPD. O problema é agravado, por exemplo, quando se trata de dados pessoais sensíveis que são frequentemente utilizados pela inteligência artificial por meio do reconhecimento facial.

A Inteligência Artificial também está presente nos buscadores como o Google, que utilizam termos de pesquisa como “alinhamento e balanceamento perto de mim” para exibir resultados condizentes com a procura do usuário.

Dessa forma, a Lei Geral de Proteção de Dados se mostra ainda mais necessária para garantir que essas informações coletadas e utilizadas pelas IAs sejam feitas de forma segura e que não prejudiquem o usuário.

Com isso, as empresas precisam estar atualizadas constantemente com as novas tecnologias e como elas têm relação com seu mercado de atuação. 

A importância se atualizar sobre as tecnologias

Atualmente, entre as muitas opções nas mais diversas áreas de atuação, a atualização é um recurso obrigatório mesmo para as fabricantes de embalagem ovo de galinha.

No mercado de tecnologia, no entanto, essa constante necessidade de atualização está diretamente relacionada ao fato de desenvolvedores e profissionais de TI terem que lidar com uma gama surpreendente de novas linguagens de programação, sistemas e empresas.

De olho nas novidades desse universo, os profissionais estarão prontos para conduzir a empresa no caminho certo.

Ao adquirir o conhecimento ideal, as empresas garantirão que estão em um caminho seguro e se devem ou não seguir as novas tendências ou optar por processos criativos distantes do que já se costuma fazer.

Assim, no mundo da tecnologia, profissionais que não acompanham as últimas tendências e novidades do setor podem ficar para trás e perder espaço para seus concorrentes.

Como se manter atualizado com tecnologias?

Com o trabalho cada vez mais intenso e agitado, tirar um momento extra para se atualizar e acompanhar as últimas tendências pode parecer um desafio.

Com isso, antes de começar a buscar fontes de informação e pesquisar alternativas, vale a pena parar e pensar no que o mercado busca e quais habilidades é preciso aprimorar para atender a essa necessidade.

Por exemplo, se existe uma procura volumosa por saxofonista casamento preço os músicos com habilidades para tocar esse instrumento podem se beneficiar em atender essa demanda, ou se ainda não souberem tocar é interessante aprenderem.

Assim, os profissionais não devem se deixar levar pelo costume em utilizar somente as mesmas coisas. A busca constante pelo conhecimento estimula a superação de obstáculos. Algumas dicas a seguir podem ajudar neste quesito.

Participe de palestras e workshops

Participar de palestras e workshops sobre tecnologias é uma ótima forma de aprimorar essas habilidades e construir uma relação com outros profissionais que atuam no mesmo mercado.

Este ambiente é extremamente benéfico para a troca de ideias, elaborar novos projetos e aprimoramento de habilidades que ajudam a se destacar no mercado.

Utilize as redes sociais

As redes sociais podem ser importantes aliadas no processo de renovação profissional. Desenvolver um hábito de seguir perfis ou páginas de mídia social com temas tecnológicos pode ajudar a ter novas ideias.

Então vale a pena seguir alguns outros profissionais e tirar uma pequena parte do dia para checar suas notificações pessoais e conferir as últimas atualizações desses influenciadores para ter uma visão aprofundada de eventos temáticos realmente interessantes na área.

Nunca pare de estudar

Embora eventos, mídias sociais e blogs sejam ótimas fontes de conhecimento e ajudem a ficar por dentro das novidades, é importante lembrar que um tempo de estudo mais dedicado e formal é necessário.

Certifique-se de estudar e memorizar tópicos importantes, revisar alguns conteúdos e até mesmo parar e pensar sobre como aplicar as tecnologias em seu negócio.

Considerações finais

As novas tecnologias com a Inteligência Artificial podem ajudar diversos segmentos a criarem negócios inovadores e que se destaquem de seus concorrentes.

Porém, é preciso sempre se atentar ao modo que essas tecnologias são aplicadas na empresa para que não tenha problemas com a LGPD.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Compartilhe esse conteúdo