Conheça o conceito de anonimização de dados e entenda sua importância

Compartilhe esse conteúdo

A presença da internet mais intensa no dia a dia das pessoas faz com que a atenção com os dados de cada indivíduo que navega digitalmente cresça tanto internamente quanto na legislação, por isso questões como a anonimização de dados só ganham destaque.

Ao entrar em um site, baixar aplicativos ou receber arquivos de qualquer origem, a internet e seus ambientes colhem diversos dados de cada usuário. Essas informações têm várias funções positivas e negativas podendo inclusive facilitar a ocorrência de crimes.

Em geral, os dados que são coletados em maior volume servem como base para segmentação de anúncios e rastreamento de preferência dos usuários, mas que também podem criar uma experiência frustrante e um risco à segurança digital das pessoas.

Quando se pesquisa termos como camiseta listrada horizontal masculina na internet, a rede mundial de computadores te oferece uma série de endereços de site com informações e produtos que respondem de forma satisfatória a sua pesquisa.

Em contrapartida, a informação de que pessoas em um determinado local fazem essa pesquisa também é absorvida pelos motores de busca e podem ser determinantes para a elaboração de diversas campanhas de marketing.

A grande questão perigosa é quando uma determinada informação consegue se relacionar diretamente com um usuário, tornando, assim, sua presença digital rastreável e interferindo na sua segurança e experiência na navegação.

A anonimização de dados é uma técnica que realiza um processamento dos dados deixados na internet, visando modificar certas informações que poderiam identificar o seu usuário e assim fazendo com que ele se torne um anônimo para a base de dados coletados.

O assunto de segurança da informação nos meios digitais ganhou mais relevância a partir do ano de 2021, onde a Lei Geral de Proteção de Dados é conhecida mais pela sigla LGPD. Essa legislação mudou profundamente a forma como as pessoas se relacionam com dados.

A LGPD se tornou um dispositivo fundamental para promover de forma mais ampla uma cultura empresarial e social de mais segurança de informação e digital, atendendo uma série de demandas já existentes.

A partir desse marco, uma questão que estava ainda encastelada nas grandes empresas de tecnologia e as organizações mais digitalizadas, agora, deve se democratizar garantindo mais segurança para consumidores, usuários e pequenos empreendedores.

Promoção Trancoso.

O que é anonimização de dados?

Uma das maiores transformações propostas pela Lei Geral de Proteção de Dados foi o aumento da necessidade de fazer com que dados públicos em documentos digitalizados se tornem autônomos e, assim, preservados na intimidade dos usuários.

Esse processo é realizado por um método chamado anonimização de dados. A função desse método na prática é fazer com que as cada informação, mesmo que presente no meio digital, torne-se anônima e tenha o seu sigilo preservado.

Esse processo é realizado por meio de uma série de ações conjuntas que garantem essa privacidade com criptografia e codificação de identificadores para evitar que a informação possa ser vinculada com o usuário da mesma rede ou do mesmo sistema.

Isso significa que uma empresa especializada em fechamento lateral de galpão pode manter seus dados e dados de clientes em plataformas digitais desde que as informações confidenciais contidas sejam tornadas anônimas por esse método.

É possível identificar esse método como uma ferramenta utilizada por empresas que buscam determinar de forma mais prática e segura a proteção das suas informações institucionais e de dados pessoais de qualquer indivíduo conectado a ela.

Se antes essa anonimização de dados era um processo restrito a grandes empresas envolvidas no mundo da tecnologia, hoje esse processo está mais presente do que nunca e é imperativo segundo a LGPD que empresas de cuba esculpida de porcelanato usem.

Saiba como usar a anonimização de dados

A segurança de dados é um fator fundamental nas rotinas do dia a dia de qualquer empresa nos dias atuais. Se antes essas preocupações estavam mais restritas a bancos e operadoras financeiras junto a gigantes da tecnologia, hoje ela é bem mais geral.

Junto com o aumento dessa demanda, surgem cada vez mais novas soluções de dados para que as informações de uma organização presentes nos meios offline sejam bem protegidas e que a privacidade digital tenha todos os parâmetros adequados.

No geral, pensando no cenário existente nos dias de hoje no horizonte de investimento de uma empresa de controle de ponto para professores, existem duas formas de proteção de dados, cada uma com a sua eficiência e modo de ação particular, assim como os seus resultados.

Uma delas é a generalização de dados. Esse recurso identifica alguns determinados elementos das informações presentes nos meios digitais que possibilitam a associação desse dado com um usuário, empresa ou indivíduo.

A partir disso, ele oculta essa fração da informação e mantém o dado intacto, fazendo com que ele não perca seu valor, mas, ainda assim, não se torne identificável ou até mesmo rastreável para uma determinada localização geográfica.

Outra forma de causar um resultado parecido, também gerando a anonimização dos dados referentes a uma empresa de blindagem de automóveis, é a partir da criação de ruídos a esse dados. Essa ferramenta um pouco mais complexa também gera mais privacidade.

Quando um programa ou dispositivo malicioso captura algum dado que passou por esse tratamento, os ruídos adicionados impedem a leitura mais correta das informações assim mantendo o anonimato e a privacidade.

Com a LGPD, esse tipo de método passou a ser utilizado em grande escala fazendo que através das métricas dos motores de buscas se descubra quais são os assuntos mais pesquisados sem interferir na privacidade pessoal de cada usuário. 

Os maiores benefícios da anonimização de dados

Depois de entender o que é a anonimização de dados e como ela funciona na prática, é importante compreender também como uma empresa especializada em treliche madeira resistente pode colher benefícios a partir da aplicação desse conceito no dia a dia.

Para esse entendimento, é possível separar quatro pilares fundamentais que dão suporte à decisão de utilizar a anonimização de dados, seja por generalização ou por adição de ruídos nos dados digitais da sua organização. Entre eles, estão:

  • Maior conformidade com o regramento presente na LGPD;
  • Maior segurança das informações internas e privadas da empresa;
  • Aumento da credibilidade da empresa como um todo;
  • Aumento da competitividade do empreendimento independente do seu mercado.

Como visto, a Lei Geral de Proteção de Dados é uma legislação nova que se concretizou recentemente.

E, desde então, ela tem ajudado a demarcar os parâmetros mínimos a serem atendidos por empresas para que elas evitem os cada vez mais temidos e frequentes ataques virtuais.

Para isso, além de regular penas para esse tipo de crime, a lei também regula como devem ser os métodos de prevenção que empresas de venda de válvula borboleta pvc devem ter tanto com suas próprias informações quanto pelos dados de clientes e parceiros.

Uma das ferramentas para garantir o sigilo e privacidade de qualquer informação que a empresa deposita em meios de trabalho conectados é justamente a anonimização dessas informações por meio de criptografia e codificação de ponta a ponta.

Com a implementação desse conjunto de técnicas no dia a dia da entidade, a marca não só estará de acordo com a lei e com menos riscos de perdas por motivos de ataques virtuais, como acompanhará as empresas que lideram o mundo da tecnologia.

Considerações finais 

O mundo está cada vez mais conectado. Todos os dias, desde pessoas físicas até empresas de placa de vidro com logo, usam a internet com as mais diferentes funcionalidades e deixam um rastro de dados por onde passa.

Esses dados podem até mesmo passar de forma imperceptível para muitos usuários, mas até a informação mais básica vale ouro e pode ser muito prejudicial para o seu gerador se cair em mãos erradas.

É nesse contexto que a Lei Geral de Proteção de Dados se inseriu no ordenamento jurídico brasileiro para apoiar e basear a atuação das empresas na proteção das suas informações corporativas, empresariais e até pessoais de diversas origens.

Um dos métodos utilizados para isso é a anonimização dos dados. Esse recurso permite que as empresas ocultem a origem de determinada informação fazendo com que ela perca o seu valor para qualquer um que conseguir ter acesso sem a devida autorização.

Essa nova política de boas partes não só está prevista em lei como é indicada para qualquer empresa que tenha parte da sua atuação voltada ao digital, com uma fácil implementação é possível evitar muitas dores de cabeça e prejuízos futuros.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Compartilhe esse conteúdo