Segurança da informação: Por onde começar a implementar na sua empresa?

Compartilhe esse conteúdo

A digitalização de diversos processos produtivos exige a implementação de uma política de segurança da informação bem definida , inserindo diretrizes que devem ser cumpridas por colaboradores, fornecedores e parceiros comerciais, reduzindo os riscos para todos os envolvidos, inclusive clientes.

De forma bastante específica, conforme as características de uma organização, a política de segurança da informação deve atender ao menos os critérios mínimos de proteção, evitando vazamento de dados, principalmente dados sensíveis e informações da marca.

Tal diretriz também fornece informações úteis aos funcionários sobre o que eles precisam saber no caso de um risco de segurança. 

A implementação de medidas de proteção apropriadas para proteger os dados em sua empresa pode ser um desafio, independentemente de estar em início de carreira, uma empresa de pequeno ou médio porte, ou mesmo uma grande instituição de alto reconhecimento. 

Afinal, as demandas e processos de segurança devem se adequar a cada modelo de negócio, considerando os riscos específicos, atividades diárias e uso de dados necessários.

Princípios da segurança da informação 

Uma política eficaz de segurança da informação é uma estrutura para definir diretrizes, controles e procedimentos para identificar e reduzir vulnerabilidades ou riscos, tendo como base 3 princípios fundamentais.

A confidencialidade, em que apenas usuários autorizados podem acessar ou modificar dados. 

A integridade, em que informações digitais devem ser mantidas seguras, de maneira que a modificação seja impossível, seja de forma proposital ou por acidente. 

A disponibilidade, em que os usuários de uma administração de condomínios em São Paulo autorizados podem acessar os dados facilmente quando e onde for necessário. 

Dessa forma, sua política de segurança da informação deve fornecer uma visão geral de como a organização considera os dados da empresa um ativo, e que elas devem ser protegidas:

  • Contra acesso não autorizado;
  • Destruição;
  • Divulgação; 
  • Modificação.

A política de segurança da informação define as responsabilidades de quem está autorizado a lidar com os dados, dentro da organização, e para onde os funcionários podem direcionar dúvidas e questionamentos. 

Sua política também pode vincular a outras diretrizes ou controles relacionados que podem estar em uma função diferente, mas igualmente importante e relevante para a segurança da informação.

Sendo assim, é preciso cuidar de processos relacionados à violação de dados, que normalmente seria de propriedade da função de privacidade ou conformidade legal.  

A implementação do sistema da informação em uma empresa de transporte de medicamentos também deve ter como base um documento vivo, além de ser revisto e atualizado regularmente, para que reflita qualquer novo risco ou mudança de práticas e tecnologias.

A regulação do sistema da informação à LGPD

O objetivo principal da política de um sistema da informação é manter a segurança e a privacidade das informações da sua empresa. 

Ela ajuda a identificar e lidar com ameaças a informações críticas para os negócios e ativos digitais relacionados, protegendo sua organização contra violações de segurança e interrupções extensas se ocorrer uma violação.

Além disso, a implementação de um sistema da informação em empresas de manutenção de elevadores de maneira correta fornece uma abordagem sistemática de proteção, composta por tecnologia, processos documentados e equipe treinada. 

Desse modo, o gerenciamento de riscos eficiente ajuda a proteger e gerenciar as informações de uma organização, de seus stakeholders e clientes.

Além disso, a política de um sistema da informação permite que sua organização esteja em conformidade com a legislação vigente, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Digitais) e a certificação ISO 27001, da Organização Internacional para Padronização. 

Reforço para emprego do sistema da informação

Como dica primordial é preciso considerar que o documento é, na verdade, sobre sua capacidade de construir uma comunicação eficaz com todos os seus funcionários sobre práticas devidas ao lidar com informações do público e as atividades que demandam mais cautela.

Assim, é necessário educá-los sobre possíveis ameaças à segurança da informação e maneiras de reduzi-las ao máximo.

Ainda assim, vale destacar 5 razões para empregar um sistema da informação em qualquer tipo de organização, e os impactos proporcionados. 

  1. Aborde a segurança centrada nas pessoas

As pessoas podem ser seu maior risco de segurança ou sua principal defesa em uma empresa de móveis planejados alto padrão voltado para condomínios e escritórios. 

A sociedade está inserida na Era da Informática, mas ainda conta com agentes humanos em diversos processos, tendo acesso a diferentes informações ou interagindo com elas em diferentes canais.

Por isso, uma abordagem de segurança da informação centrada unicamente na tecnologia não é suficiente para garantir proteção completa. Afinal, os hackers podem usar as pessoas como ponto de entrada aos seus sistemas.

É por isso que é melhor usar uma abordagem mista – centrada nas pessoas e máquinas – para reduzir os riscos relacionados às pessoas. 

Na segurança centrada nas pessoas, um perímetro importante são os próprios trabalhadores. 

As organizações dão aos funcionários autonomia para adotar medidas de segurança, manipular informações e usar dispositivos eletrônicos, principalmente tablets e celulares smartphones.

Ainda assim, você precisa garantir que todos os seus funcionários sigam as práticas de segurança da informação recomendadas por sua política de segurança e é importante recorrer a sistemas para limitar determinados acessos.

  1. Reduza o nível de negligência dos funcionários

Uma maneira segura de lidar com a negligência e erros de proteção, quando provenientes dos funcionários, é instruir sobre a importância de seguir as regras de segurança da informação.

A ideia é elevar a conscientização, de uma maneira ampla, sobre como as ameaças cibernéticas são perigosas para os processos internos de uma empresa. 

Mais ainda, que elas podem afetar, até mesmo, os resultados externos, atingindo clientes e fornecedores, bem como os próprios funcionários. 

Desse modo, os funcionários responsáveis por um projeto arquitetônico 3D precisam receber explicações sobre a importância da implementação e execução de medidas de segurança em computadores, notebooks e celulares. 

Isso significa instalar aplicativos de lojas que apresentam a garantia de proteção, evitando qualquer tipo de malware.

Mostre exemplos de violações de segurança da vida real, as consequências e a dificuldade do processo de recuperação.

Peça feedback aos funcionários sobre o atual sistema de segurança corporativa, a fim de combinar segurança robusta com fluxo de trabalho eficiente.

Da mesma forma, trate seus funcionários como parte de suas defesas, e você verá que os casos de negligência e erros se tornam menos frequentes. 

É muito melhor ensinar aos funcionários as melhores práticas de segurança da informação em treinamento adequado, do que lidar com uma violação de dados causada por ações acidentais. 

  1. Ensine os funcionários a evitar a isca do hacker

Os invasores cibernéticos costumam usar técnicas de phishing para obter as credenciais dos funcionários e infectar os sistemas de uma organização com malware, adquirindo informações financeiras corporativas e dos próprios empregados.

Algumas soluções de tecnologia que você implementa na sua empresa de revestimento 3D para sala podem ajudá-lo a envolver seus funcionários na proteção de dados. 

Por exemplo, ilustrar e informar sobre os tipos de phishing (iscas que simulam contatos de organizações e outras pessoas) e como evitá-los pode reduzir drasticamente os riscos. 

Além disso, registros de monitoramento podem ser obtidos com análises de sessões importantes por meio de softwares de proteção. 

A partir desses dados, é possível identificar as principais falhas nos processos e os riscos que existem ao considerar os movimentos dos profissionais e as práticas maliciosas. Os dados de relatório também podem ser usados ​​para auditorias. 

  1. Ofereça treinamento e oportunidade de segurança

Certifique-se de que seus treinamentos cubram todos os aspectos e riscos de segurança cibernética que se relacionam ao seu negócio, incluindo phishing, malware e trabalho remoto.

Sua abordagem centrada nas pessoas deve incluir não apenas a conscientização dos funcionários, mas também o gerenciamento de acesso eficaz com o princípio de privilégio mínimo, e o acompanhamento adequado.

Proteger o acesso aos seus dados confidenciais, de qualquer local e dispositivo, é fundamental para quem trabalha com serviços de topografia, entre outros processos produtivos.

Trabalhadores remotos, bem como funcionários que usam os próprios dispositivos, desempenham um papel mais significativo na segurança de uma organização. 

Não importa se seus funcionários trabalham no local, no modelo home office, ou de maneira híbrida, transitando com os próprios dispositivos. Como empresa, você precisa tornar todas as sessões totalmente visíveis para evitar intenções maliciosas ou negligência. 

Embora as tecnologias modernas tornem a visibilidade possível, não se esqueça do conhecimento de segurança dos funcionários e a preservação da segurança deles nesses processos.

  1. Manipule as senhas com segurança

Por que as senhas inteligentes e o manuseio seguro de senhas são importantes?

Contas privilegiadas valem ouro para criminosos cibernéticos – que tentam obter acesso a seus dados confidenciais e informações comerciais valiosas. 

O gerenciamento de senhas é uma parte fundamental da segurança corporativa, especialmente quando se trata de PAM (Privileged Access Management), isto é, gerenciamento de acesso privilegiado.

A melhor maneira de garantir a segurança adequada é usar ferramentas especializadas, como cofres de senha e soluções PAM. 

Dessa forma, você pode impedir que usuários não autorizados acessem contas privilegiadas e, ao mesmo tempo, simplificar o gerenciamento de senhas para os funcionários.

Como a segurança da informação ajuda a empresa?

À medida que o número de ataques cibernéticos continua a crescer, o seguro da informação se torna crucial, afinal, esses dados se tornam mais valiosos e o uso incorreto coloca em risco todos os envolvidos e que confiaram na marca.

Assim, a segurança da informação pode proteger sua empresa de solo grampeado para imóveis residenciais e comerciais de diferentes riscos e ameaças.

Esse tipo de seguro pode ser ainda mais benéfico para sua empresa se você mantiver dados confidenciais, como detalhes pessoais de clientes, confiar em sistemas de computador e software online, ou ter um contrato de serviços comerciais do setor de TI (Tecnologia da Informação).

Conclusão

Um sistema da informação eficaz leva a inúmeros benefícios para o seu negócio. 

O cenário de ameaças promete se expandir; assim, ter um sistema da informação poderoso e em evolução é essencial para proteger as informações confidenciais de sua empresa, fornecedores e clientes.

Desse modo, seu sistema da informação deve ser estruturado para revisão, análise e modificação constantes por meio da melhoria do processo, se adequando aos novos riscos e demandas de sua empresa e público.

As diretrizes apresentadas na certificação ISO 27001 oferecem uma estrutura prática de desenvolvimento para qualquer negócio, e podem ser seguidas, inclusive, para atender as normas impostas pela LGPD, auxiliando no desenvolvimento de um protocolo claro de segurança da informação.

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Compartilhe esse conteúdo