O que é criptografia e porque você deveria usá-la

Compartilhe esse conteúdo

Quando se fala em medida de segurança cibernética que protege dados privados e pessoais, está se definindo o que é criptografia, inclusive com o uso de códigos pessoais e intransferíveis que embaralham dados, impossibilitando a leitura por invasores, ou hackers. 

Apesar de uma violação de dados, a criptografia garante que os dados privados de uma instituição estejam seguros , mesmo quando os invasores passam pelo firewall, que trata de uma medida de segurança adotada por sistemas operacionais presentes em diferentes equipamentos eletrônicos.

As empresas coletam cada vez mais dados privados de usuários, portanto, para evitar que essas informações cheguem às mãos de agentes não autorizados, todas as organizações precisam garantir que entendem o que é criptografia, e como isso pode ser trabalhado.

Processo de criptografia de dados é simples

Uma chave de criptografia com um algoritmo específico é usada para traduzir os dados de texto simples em dados ilegíveis, também conhecidos como texto cifrado. 

Os dados codificados só podem ser decodificados usando a chave de criptografia correspondente, portanto, os invasores não podem ler os dados quando passam pelas medidas de segurança do sistema de uma  empresa de engenharia civil, por exemplo.

O SSL (Secure Sockets Layer) é um mecanismo de criptografia de dados que os sites empregam para proteger dados vitais do usuário. 

Ele impede que invasores acessem dados confidenciais do usuário que estão entrando e saindo do site. 

Os sites que adicionam SSL para proteger todo o sistema têm um símbolo de cadeado presente nas URLs e usam “https” em vez de “http” para o endereço do link. 

A implementação de SSL no domínio de uma empresa de administradora de condomínio, assim como em sites e-commerce, garante aos usuários que as transações online são criptografadas e os dados confidenciais são protegidos.

Definição sobre a criptografia de dados

A codificação de informações é um método de segurança que pode ser definido como criptografia de dados, em que o acesso, ou descriptografia, pode ser feita a partir de uma chave exclusiva, e que deve ser aplicada de maneira correta, tanto em ordem numeral, quanto de letras e símbolos. 

Quando se fala o que é criptografia de dados, eles também podem ser indicados como textos cifrados, que não podem ser identificados por terceiros pois podem aparecer ilegíveis, ou embaralhados, para quem tenta acessar sem qualquer tipo de permissão. 

Além de saber o que é criptografia de dados, vale também destacar que ela é usada para impedir que pessoas mal-intencionadas ou negligentes acessem dados confidenciais. 

Reconhecida como uma importante linha de defesa em uma arquitetura de segurança cibernética, a criptografia em um site de empresa de instalação de calhas torna o uso de dados interceptados o mais difícil possível. 

Ela pode ser aplicada a todos os tipos de necessidades de proteção de dados, desde informações confidenciais do governo até transações com cartão de crédito pessoal. 

O software de criptografia de dados, também conhecido como algoritmo de criptografia ou cifra, é usado para desenvolver um esquema de criptografia que, teoricamente, só pode ser quebrado com grandes quantidades de poder de computação.

Diferentes modelos de criptografia de dados

Existem diferentes métodos de criptografia, com requisitos específicos de segurança que levam ao desenvolvimento de diferentes soluções. 

No entanto, existem 2 modelos principais para criptografar dados, sendo a criptografia simétrica e assimétrica.

  1. Criptografia simétrica

A criptografia simétrica envolve o uso de uma única chave secreta, tanto para criptografar a mensagem original quanto para decodificar o texto sobre uma empresa de portão de alambrado que se comunica com clientes online.

Tanto o remetente quanto o destinatário dos dados criptografados usam a mesma chave secreta para realizar a criptografia e a descriptografia, portanto, há simetria na técnica usada para cada uma dessas operações.

Como curiosidade, vale destacar que a máquina Enigma, usada pelo exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial, era simétrica.

  1. Criptografia assimétrica

A criptografia assimétrica, ou criptografia de chave pública, usa duas chaves criptográficas diferentes, sendo uma para criptografar os dados e outra para descriptografá-los. 

A primeira é chamada de “chave pública”, porque é acessível a todos. A segunda, a chave de descriptografia ou “chave privada”, é mantida apenas pelo destinatário. 

Somente a chave privada pode decifrar uma mensagem de uma empresa que realiza sistema de aterramento para setores industriais. 

Promoção: Hurb Itacaré

O método de criptografia homomórfica

A criptografia homomórfica é um método para sistemas de criptografia assimétrica. Um terceiro com a chave pública pode realizar cálculos arbitrários em mensagens criptografadas pelo proprietário dos dados. 

Como resultado, o terceiro não tem acesso às mensagens não criptografadas e fornece ao proprietário o resultado dos cálculos, ou seja, novas mensagens criptografadas. 

O administrador pode, então, descriptografar o resultado dos cálculos com a chave privada e receber a mensagem em texto simples.

Esse método pode ser usado para terceirizar o armazenamento e o processamento de dados confidenciais na nuvem com segurança. 

Dessa forma, operações complexas e com uso intensivo de recursos, que levam muito tempo, podem ser terceirizadas para data centers de terceiros, seja em construtoras em sp ou servidores móveis. 

O que é criptografia em trânsito e ponta a ponta

A criptografia em trânsito garante que as informações sejam protegidas durante a comunicação, ou seja, durante a transferência de dados entre o remetente e o servidor. 

Os dados não são criptografados para o destinatário. 

O servidor descriptografa os dados antes de criptografá-los novamente para enviá-los ao destinatário. 

Isso significa que há um ponto em que os dados são vulneráveis, pois são escritos em texto simples e, portanto, suscetíveis à exploração por terceiros.

Com criptografia de ponta a ponta , os dados são criptografados sem interrupção entre o remetente e o destinatário. 

Somente eles têm as chaves para descriptografar os dados. 

Os servidores localizados no caminho não têm acesso à mensagem de texto simples em nenhum momento, portanto, a proteção dos dados é totalmente garantida durante toda a jornada. 

Esse método de criptografia é usado por aplicativos de mensagem eletrônica, entre outros encontrados em computadores, celulares e tablets.

5 razões para implementação da criptografia 

Ainda nos primórdios da internet, o acesso ao e-mail particular corria sério risco de invasão de privacidade. 

Com o aumento do e-commerce, empresas de manutenção de elevadores e clientes precisaram ganhar um reforço na segurança cibernética, e a criptografia é aplicada de tal maneira, que também é essencial em outros ambientes digitais, entre os quais:

  • Aplicativos;
  • Blogs pessoais e corporativos;
  • Redes sociais;
  • SaaS (Software as a Service).

Essas, entre muitas outras ferramentas online, reforçam a necessidade em saber o que é criptografia, e as razões podem ser apresentadas a seguir. 

  1. Confidencialidade

A criptografia de dados garante a confidencialidade dos dados em trânsito, no contexto das comunicações. 

Somente o proprietário dos dados ou o destinatário podem lê-los. Se partes mal-intencionadas interceptarem mensagens, é impossível para elas lerem os dados confidenciais.

  1. Segurança cibernética

A criptografia protege os dados contra hackers e violações de privacidade de uma empresa que vende plataforma elevatória preço competitivo no mercado. 

Se um computador comercial for roubado, os dados criptografados armazenados nele permanecem inacessíveis, portanto, qualquer tipo de informação confidencial da empresa não pode ser divulgada.

  1. Integridade de dados

As mensagens transmitidas pela internet podem ser interceptadas e modificadas sem que o remetente e o destinatário estejam cientes disso. 

A criptografia é uma ferramenta que garante a integridade dos dados, garantindo que eles não sejam alterados durante o trânsito.

  1. Autenticação de acesso

A criptografia faz parte de certos controles de acesso ao sistema. Autenticar uma solicitação de acesso é o mesmo que verificar a legitimidade da solicitação.

  1. Requerimentos legais

Para combater o comportamento malicioso e o risco de perder ou revelar dados confidenciais, várias regulamentações são aplicadas atualmente. 

Algumas organizações do setor de TI (Tecnologia da Informação) e do governo exigem criptografia antes que os dados do usuário sejam armazenados. 

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é a legislação vigente em todo o território nacional, seguindo diretrizes da legislação americana e europeia, visando a segurança de dados e registros eletrônicos, além de informações pessoais de todos os cidadãos e cidadãs. 

Conclusão

A segurança de dados tornou-se o foco de todo o mundo da internet, sendo fundamental entender o que é criptografia, e aplicar medidas de proteção aos usuários. 

Para cada empresa, cabe decidir qual técnica de criptografia é mais adequada para todos os envolvidos, juntamente com a combinação certa de aplicativo e protocolos a seguir.

Por fim, a criptografia é uma maneira segura de compartilhar dados confidenciais pela internet. Existem vários tipos de criptografia que possuem a finalidade de autenticar e validar as informações, precisando ter protocolos e aplicativos de segurança cibernética implementados.

A criptografia desempenha um papel vital na segurança cibernética em geral, pois sistemas de segurança mais simples não são suficientes. 

Dependendo da natureza dos dados com os quais uma empresa trabalha, vários métodos de criptografia são mais adequados do que outros. 

Com uma sociedade envolvida em trâmites digitais, a oportunidade de roubo de dados ou o uso malicioso tende a aumentar de forma considerável. 

Todas as medidas de segurança apropriadas devem ser tomadas e usadas para dar tranquilidade aos usuários, e o próprio respeito à legislação vigente. 

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Compartilhe esse conteúdo