8 dicas para preparar seu negócio para a LGPD

Compartilhe esse conteúdo

Se antigamente um negócio se preocupava principalmente com a segurança dos dados financeiros dos clientes, com o aumento da conectividade, há mais informações no tráfego para se preocupar, por isso existe a LGPD.

A sigla LGPD significa Lei Geral de Proteção de Dados, que foi promulgada há alguns anos para promover a segurança jurídica e administrativa dos dados pessoais de todos os internautas.

Para entender o que é a Lei Geral de Proteção de Dados, é necessário entender os parâmetros de segurança que ela estabelece, os conceitos que contém e como são verificados, bem como as possíveis penalidades para as empresas.

Especialmente no que diz respeito às práticas de marketing e vendas, as empresas devem estar muito atentas ao disposto na LGPD, sendo que todas as medidas de precaução estão relacionadas à segurança de dados e à proteção das informações pessoais dos usuários.

No dia a dia de uma empresa de manutenção de persiana romana cascata, ocorreram grandes mudanças relacionadas à Lei Geral de Proteção de Dados.

Tanto na forma como os dados e informações dos clientes, tanto online quanto offline, são processados, coletados, armazenados e mantidos, pois isso garante maior segurança para os usuários.

As discussões em torno de leis para fortalecer a segurança jurídica dos dados dos usuários não são novas, e desde 2016 o debate se tornou mais amplo, e até 2020 a lei entrou em vigor, gerando grandes mudanças nos mais diversos mercados.

Estas alterações levaram a novas responsabilidades para as empresas que fabricam rastreador veicular secreto, recolhem e manipulam dados dos seus clientes, colaboradores e parceiros.

Além disso, o cuidado com os dados promove maior segurança e transparência nos negócios como um todo, ajudando as empresas a não terem problemas com vazamento de dados.

A nova lei de privacidade de dados promove uma nova cultura de gestão da informação, essa transformação deve ser vivenciada pelas empresas em um mundo onde cada vez mais pessoas estão conectadas.

Qual a definição de LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados é a lei vigente no país responsável por proteger a privacidade das informações pessoais dos cidadãos no trato com empresas, plataformas e órgãos públicos nos meios digitais e tradicionais.

Uma parte significativa dessa legislação é a criação de diversas funções e regulamentos relativos à coleta, armazenamento e tratamento dessas informações, tanto fornecidas espontaneamente quanto derivadas.

Tanto quanto as empresas envolvidas no setor de tecnologia da informação e marketing têm uma responsabilidade maior, as empresas de limpeza de exaustores também têm uma responsabilidade com os dados acumulados.

Desde contratos que envolvem compra e venda de produtos e serviços, até estratégias de marketing que dependem de contatos, eles devem ser reescritos de acordo com as exigências da LGPD.

Desde a sua plena implementação há dois anos, houve muita evolução e adaptação, mas ainda há muito a adaptar antes que se possa dizer que a maioria das empresas é totalmente regular e segura do ponto de vista da informação.

Em sua maioria, as empresas que lidam com dados sensíveis e tecnologia da informação são as mais adequadas a esta nova regulamentação. Empresas especializadas em ciclone separador de pó, por exemplo, ainda utilizam tecnologia que podem ser melhoradas.

Um ponto crucial é que a legislação sobre controle de dados é de natureza internacional, o que significa que a localização da empresa não interfere na capacidade de fiscalizar os dados de todos os cidadãos brasileiros.

Promoção TOSCANA

8 formas de preparar a empresa para a LGPD

O objetivo principal da nova legislação é garantir o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais para todos os usuários.

Isso ocorrerá quando forem estabelecidas práticas transparentes em qualquer atividade que envolva o uso de dados pessoais, sejam eles digitais ou não, sejam de pessoas físicas ou jurídicas.

O efeito nas empresas públicas e privadas como uma especializada em regularização da cnh é antecipado, como resultado, muitos já tomaram medidas para se adaptar.

1. Conhecer tudo sobre a lei

Este tópico é óbvio, mas não é. Antes de implementar a LGPD, esteja completamente familiarizado com ela. Leia o documento completo, disponível no site do governo federal, e fique atento a cada um dos tópicos.

Em caso de dúvidas, é interessante procurar um profissional da área e certificar de entender tudo o que o documento especifica, dessa forma, até mesmo uma empresa terceirizada de serviço de zeladoria não terá problemas com a LGPD.

2. Mapear todos os dados disponíveis na empresa

Depois de conhecer as especificidades da LGPD, é preciso coletar todas as fontes de dados relevantes que a empresa possui É fundamental cercar todos os lados, examinar os dados sobre clientes, funcionários e fornecedores.

A partir disso, a empresa deve determinar o ciclo de vida de cada um, as falhas no processo de tratamento e o potencial de vazamento. Em conjunto, formular planos que restrinjam o acesso à informação apenas aos autorizados e autorizados apenas pela LGPD.

3. Revisar documentos internos e externos

Os documentos oficiais que definem as normas e diretrizes para a empresa devem ser analisados ​​(pelo departamento Jurídico ou por uma consultoria especializada, preferencialmente).

Todos os tópicos devem estar de acordo com a nova lei. Além disso, é preciso lembrar de incluir documentos eletrônicos nesta lista para evitar problemas na hora das revisões.

4. Garantir a transparência da empresa

As práticas que uma empresa de lavagem de carpete empresarial adota para garantir que todos os processos estejam em conformidade com a LGPD e devem ser de conhecimento de todos.

Então a palavra chave é transparência: reunir tudo em um só material descrevendo o que toda a equipe deve seguir depois que ele entrar em vigor.

Avaliar a possibilidade de criar um documento de perguntas frequentes para garantir que toda a empresa entenda e esclareça as dúvidas pode ser uma alternativa muito viável.

A transparência com os clientes ou usuários do serviço também é importante. Se algum processo mudar significativamente, é preciso que os responsáveis do setor informem os colaboradores por meio de uma comunicação clara e eficaz.

5. Ter um comitê interno responsável pela LGPD

É fundamental estabelecer formas de supervisionar os dados que entram na organização, portanto, reunir os profissionais diretamente envolvidos com dados como:

  • Jurídico;
  • TI;
  • Comercial;
  • Vendas;
  • Financeiro.

Esses setores podem formar um comitê de compliance e esse é um dos passos mais importantes para as empresas conseguirem se adequar rapidamente a LGPD.

De cada área é recomendado identificar um ponto focal para o tópico. De forma geral, o papel desse comitê é garantir que todos os processos da empresa sejam conduzidos de acordo com o que determina a LGPD.

Se possível, a empresa deve contratar (ou eleger) um Data Protection Officer (DPO), profissional com conhecimento técnico (jurídico e regulatório) que possa fazer todas as definições. Ele será um intermediário entre o titular dos dados, a fiscalização e a empresa.

6. Oferecer treinamentos para as equipes

Todos os colaboradores da empresa devem estar plenamente cientes das novas regras da LGPD, principalmente aqueles que lidam diretamente com dados pessoais internos ou externos.

Essa consistência garantirá que todos estejam cientes das mudanças e evite possíveis desvios. É ainda possível verificar a possibilidade de gravação de conteúdo em vídeo de acordo com as principais recomendações da LGPD.

Esses materiais podem ser fornecidos aos funcionários que trabalham diretamente com os dados como uma forma fácil de obter orientações básicas.

7. Construir um planejamento de segurança da informação

Com a entrada em vigor da LGPD, mais se fala em segurança da informação, dessa forma, é recomendado que as empresas tenham um programa de segurança da informação projetado para proteger os dados pessoais.

Essa poderia ser mais uma tarefa do comitê criado para tratar das questões da LGPD, e, assim, é possível estabelecer os pontos principais que devem ser melhorados para garantir uma segurança maior.

8. Olhar para o futuro

Depois de dar os passos mais importantes e necessários, as empresas precisam começar a olhar para o futuro próximo. Pensar em como a empresa oferece produtos com privacidade de dados em mente.

Aliás, essa prática deve fazer parte da cultura organizacional da empresa, pois é fundamental que toda a equipe se acostume a pensar em novas regras ao desenvolver um novo processo ou produto.

Quais as punições por descumprir a LGPD?

As sanções previstas na lei variam de advertências a multas e a interrupção total das operações do banco de dados.

As multas podem ser do tipo simples (até 2% do faturamento da empresa, até R$ 50 milhões por infração) ou multas diárias, repetidas até que a situação seja regularizada.

Os parâmetros que serão utilizados para determinar o peso das sanções incluem a avaliação da gravidade e reincidência do incidente, a integridade e cooperação da empresa, a comprovação da existência de mecanismos e procedimentos de segurança, entre outros.

Mais de 120 países já possuem regulamentações específicas de proteção de dados pessoais, e agora a LGPD acrescenta o Brasil a essa lista.

É importante que, por exemplo, uma empresa que fornece banheira redonda 2 pessoas cumpra esses padrões, não apenas por causa de possíveis penalidades, mas porque dados seguros tornam o mundo um lugar mais seguro.

Considerações finais

Adequar a empresa às normas da LGPD é fundamental para qualquer negócio operar nos dias de hoje. Com isso, é preciso seguir pontos que ajudem a fazer essa implementação da forma correta.

Por fim, para evitar multas e se preparar para possíveis fiscalizações, é importante que as empresas conheçam e sigam a legislação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Compartilhe esse conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 11 =